IDT/SINE fecha o ano com 593 mil atendimentos
12/01/2021

Num ano incomum para a economia cearense, o Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT) fecha o exercício de 2020 com mais de 593.026 atendimentos realizados pelas Unidades, mesmo considerando os impactos das medidas sanitárias para o controle da pandemia do novo coronavírus. Os profissionais estiveram em busca de diversos serviços como cadastro, consulta de vagas, seguro-desemprego, recebimento de CTPS, orientação para o trabalho e encaminhamento para o mercado. 

Durante o período de vigência do decreto estadual, que instituiu medidas de isolamento social, o órgão manteve seus serviços à disposição da população, através de plataformas na web e de atendimento telefônico. A retomada das atividades presenciais ocorreu no final de junho, em cinco Unidades, em consonância com o Plano de Retomada Responsável das Atividades Econômicas do Estado. 

Hoje, a rede está operando em seus dezoito postos de atendimento, somente de forma agendada, seguindo todas as medidas de segurança, como o uso obrigatório da máscara e a aferição da temperatura, e foi responsável pela captação de 49.812 oportunidades, de janeiro até o dia 25 de dezembro de 2020, disponibilizadas em sua rede de atendimento, com percentuais de captação de vagas de emprego oscilantes durante o ano.

Inclusão no mercado
Em 2020, mesmo num cenário de retração de alguns setores da economia em função da pandemia, as ações de intermediação realizadas pelo IDT/SINE, até o dia 25 de dezembro, proporcionaram a inserção de 31.308 trabalhadores no mercado de trabalho, gerando renda e fortalecendo a esperança em dias melhores. Os dados são da Base de Gestão da Intermediação de Mão de Obra (BGIMO), do Ministério da Economia. 

Segundo registros da BGIMO, os segmentos que mais abriram postos de trabalho em 2020 foram o de serviços, com 15.507 empregos, seguido pela indústria (15.380), comércio (8.900), construção civil (4.059) e agropecuária (2.646). Fortaleza e região metropolitana concentraram o maior número de oportunidades, com 76,7% das vagas captadas, enquanto o interior deteve 23,3% deste indicador. 

“Terminamos esse ano de uma forma diferente e cheia de superação. A pandemia que pegou a todos de surpresa não nos paralisou. Ao contrário, reunimos nossa melhor energia, nossa expertise, capacidade de engajamento e ressignificação, para transformamos um período que parecia inexequível em um ano concluído com bons resultados para a sociedade cearense”, destaca Gilvan Mendes, presidente do IDT. 

Para 2021, o IDT prevê investir no aprimoramento das ferramentas digitais, na ampliação de serviços, parcerias e metodologias de trabalho para seguir contribuindo com o desenvolvimento das políticas públicas de emprego do estado.