IDT encerra Projovem Campo com mais de 42,6 mil alunos beneficiados
02/10/2020

“O Projovem me deu uma nova esperança de vida. Eu não conseguia mais estudar, e assim, eu ingressei no ensino médio. Hoje eu tenho o meu certificado nas mãos e estou caminhando para a universidade, batalhando e querendo mais e mais estudar. O ProJovem mudou totalmente a minha vida”. Histórias como a de Marlieuda da Silva, do Distrito de Sítios Novos, em Caucaia, são comuns entre participantes do Projovem Campo Saberes da Terra.

O Instituto de Desenvolvimento do Trabalho – IDT/SINE, realizou entre os dias 29 setembro a 2 de outubro em Fortaleza, a 4ª edição do Programa de Elevação de Escolaridade no Estado do Ceará, última formação continuada do Projovem Campo Saberes da Terra. Além de professores e alunos, a abertura do evento contou com a participação do presidente do IDT, Gilvan Mendes, do Secretário do Desenvolvimento Agrário (SDA), Diassis Diniz e de representantes da Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Fundetec), Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Ceará (Fetraece). O evento homenageou instituições e personalidades de destaque em sua execução no Ceará, como o IDT através do presidente Gilvan Mendes e da equipe técnica do programa, a SDA, o MST, a Fundetec, a Fetraece e a Coordenadoria de Juventude do Gabinete do Governador, atuante à época da implantação do programa no Estado.

O Programa, destinado a jovens agricultores familiares, com idade entre 18 e 29 anos, excluídos da escolarização, tem como princípio básico, a reintegração do seu público alvo ao processo educacional, elevando a sua escolaridade e promovendo a sua formação social e qualificação profissional, pelo método Paulo Freire. Iniciado em 2005 através da Secretaria Nacional de Juventude e Ministério da Educação, o programa teve início no Ceará em 2009, através do IDT/SINE, em cuja trajetória de desenvolvimento do programa atendeu a 121 municípios, capacitando 42.630 educandos no Projovem Campo, sendo 32.650 jovens nas comunidades urbanas e 9.980 nas comunidades rurais e assentamentos. Na edição especial de 2018 a 2020, o Programa atendeu 480 jovens dos municípios de Barreira, Caucaia, Guaiuba, Icapuí, Jaguaruana, Palhano e Pindoretama.

Os resultados alcançados demonstram que o Instituto de Desenvolvimento do Trabalho fez a melhor execução do programa em nível Nacional, atingindo suas metas junto aos contratantes, inicialmente com a Coordenadoria de Juventude do Gabinete do Governador e posteriormente com a Secretaria de Educação. Segundo Gilvan Mendes, presidente do Instituto, durante os dez anos de existência do programa no estado, o Governo apoiou o fortalecimento da luta pela educação do campo, com a inclusão pela educação de milhares de jovens das comunidades rurais e assentamentos. “Foram quatro edições recheadas de desafios e de conquistas, em que muitos jovens obtiveram êxito na continuidade dos seus estudos”, destaca.