Adece e IDT firmam parceria para intermediação da mão de obra cearense a empresas beneficiadas pelo FDI
03/03/2020
 

Com o objetivo de promover melhoria no aproveitamento da mão de obra cearense na inserção do mercado de trabalho, a Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece) e o Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT) assinaram, nesta terça-feira (03), um termo de cooperação técnica. No acordo, as empresas beneficiadas pelo Fundo de Desenvolvimento Industrial (FDI) poderão usufruir dos serviços de intermediação de profissionais para o mercado de trabalho. 

O acordo tem o propósito de promover apoio à Política de Desenvolvimento Econômico abrangendo as esferas da indústria, comércio, serviços, agropecuária e de base tecnológica. Além das intermediações, o IDT poderá realizar oficinas de orientação ao mercado de trabalho e outros eventos de capacitação necessários ao engajamento dos profissionais a serem contratados pelas empresas. 

"Tendo em vista que a Adece e o IDT fazem parte do Sistema Sedet, estamos unindo forças para permitir às empresas atraídas pelo Governo do Ceará a utilização gratuita da estrutura física das unidades de atendimento do IDT, bem como o suporte técnico e operacional no momento da seleção de seus profissionais a serem admitidos. Essas empresas também poderão usufruir de assessoria técnica voltada ao atendimento especializado aos profissionais com deficiência física, por exemplo. O trabalho otimizado e direcionado trará benefícios não somente para o profissional, mas também nos resultados das empresas", comemora o presidente da Adece, Eduardo Neves. 

Conforme o presidente do IDT, Gilvan Mendes, as empresas em instalação no Ceará também poderão ser beneficiadas com informações específicas, como levantamentos de perfil salarial regional. “Quando intermediamos os profissionais damos preferência às pessoas da região. É uma maneira de valorizar a população local, melhorar o nível de distribuição de renda e gerar riquezas como um todo. Geralmente, os empresários chegam ao Estado demandando um perfil econômico do município escolhido para instalar seu empreendimento. Com o termo de cooperação, o IDT poderá fornecer informações estratégicas utilizando como base dados Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) e a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD)”, completa.